Clara Guimarães distinguida com o 1.º prémio

Clara Dinis Guimarães, aluna da turma 11, do 6º ano, foi distinguida com o 1.º prémio, no Concurso Uma Aventura…. Literária 2021, na modalidade de recomendação da leitura, no 2.º ciclo.

Trata-se do maior concurso do género em Portugal, que contou com a participação de 11.621 trabalhos, individuais e de grupo, de alunos de escolas de todo o país, incluindo Açores e Madeira e também de escolas de França, Suíça, Macau, Cabo Verde e Brasil. Face ao gigantesco número de trabalhos a concurso, não foi tarefa fácil ser distinguida com um 1.º prémio, daí o merecido destaque que lhe estamos a dar. Muitos parabéns Clara!

Conforme o regulamento prevê, o prémio consiste na publicação do trabalho num dos livros da coleção Uma Aventuracujo título e edição serão divulgados oportunamente. A aluna premiada e a professora que coordenou o trabalho recebem também como brinde um cheque-livro

Saliente-se que este concurso, a exemplo do que já se faz há vários anos, foi divulgado e apoiado pelas bibliotecas escolares do nosso agrupamento, mesmo durante o confinamento. Apesar dos tempos particularmente difíceis que temos vindo a viver, os docentes de português continuaram a promover o gosto pela leitura, pela escrita e pela criatividade e motivaram muitos alunos a participarem nesta iniciativa, da Editorial Caminho, pelo que estão todos de parabéns.

aaa

“Uma Aventura na Ilha de Timor”:

              Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada surpreenderam-nos mais uma vez ao escrever o livro ” Uma Aventura na Ilha de Timor”.

              Esta obra conta-nos uma nova aventura dos cinco amigos: Teresa, Luísa, Pedro, João e Chico, além dos seus fiéis companheiros Caracol e Faial. Desta vez a história passa-se na magnífica ilha de Timor, no Sudoeste Asiático.

              A ação começa já com o grupo a travar amizades com personagens carismáticas, tais como os irmãos Rocha, Samanta e Amaro. O facto de personagens, com características e personalidades diferentes, surgirem no desenvolvimento do enredo torna esta coleção mais envolvente.

              A meu ver, “Uma Aventura na Ilha de Timor” conta uma história bastante empolgante porque não só nos divertimos a ler as peripécias do grupo, como também aprendemos mais acerca da história e do passado daquela ilha, outrora portuguesa.

              Como sempre, os cinco amigos veêm-se envolvidos numa aventura não planeada que, neste caso, foi causada pelo aspirante a músico Mik. E cada um à sua maneira contribui para que esta seja resolvida: Chico com a sua coragem, Pedro com a sua inteligência, as gémeas com a sua persistência e João com a sua criatividade.

              Nestas 214 páginas do livro, envolvi-me de tal maneira no desenrolar da ação que não desviei o olhar nem por um segundo. De certa forma, senti-me como uma personagem da história. E, no final, ainda temos um brinde: “O que é real nesta aventura”, que depois de ler, me fez ficar ainda com mais vontade de viajar até Timor, a ilha do Crocodilo, e conhecer a cidade de Dilí, as casas tradicionais, a embaixada, os locais sagrados, Baucau, entre outros.

              Por tudo isto, recomendo vivamente este livro a todos aqueles que como eu gostam de aventuras e de aprender coisas novas.

Clara Dinis Guimarães

    

Deixe uma resposta